InfoFeiras
O futuro dos eventos corporativos

O futuro dos eventos corporativos

Um dos setores mais afetados pela pandemia de coronavírus foi o de eventos, devido às aglomerações e contato direto com as pessoas. No caso de eventos corporativos esse quesito ficou ainda mais complexo, porque são tipos de ocasiões que entregam mais do que conhecimento ao público, é uma experiência que envolve networking e entretenimento.

Como será o futuro dos eventos corporativos?

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o segmento movimenta cerca de R$ 50 bilhões por ano em todo o Brasil, com crescimento anual de até 14%, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas e Eventos (Abeoc).

A lista de eventos corporativos é grande, pois são congressos, seminários, conferências, fóruns, simpósios, feiras, palestras, convenções, treinamentos e outros. Então a reinvenção precisa acontecer, pois durante ou depois da pandemia, esses eventos precisam acontecer.

Segundo as expectativas nesse momento e de um futuro, que mesmo sem pandemia, as pessoas vão preferir evitar locais de aglomeração, o evento híbrido sai na frente em diversos pontos. 

Eventos híbridos

Esse tipo de evento é realizado em parte virtualmente e em parte de maneira presencial, na maioria das vezes, a plateia acompanha de uma plataforma e o evento flui presencialmente com seus apresentadores, palestrantes e congressistas em algum local e é transmitido.

Outra modalidade dentro dos eventos híbridos é quando a pessoa pode escolher se quer participar on-line ou presencialmente, cada um com uma cota de público, assim, a pessoa escolhe o que faz mais sentido para ela e pessoas que moram longe do evento continuam tendo a possibilidade de acompanhar e quem mora perto pode ir até o local.

Essa categoria ganhou força nesse momento de pandemia, por ser uma opção eficiente e funcional, tanto para quem produz, quanto para quem assiste. Hoje em dia é possível acompanhar congressos, webinars, palestras, shows e outros tipos de eventos sem sair de casa.

Pontos positivos:

– Uso da tecnologia como diferencial

– Proporcionar uma nova experiência ao usuário

– Equipe reduzida e com a mesma entrega

– Economia com viagens, hospedagens e manutenção

– Interatividade em tempo real com público

Para saber mais informações sobre o mercado de eventos e feiras continue acompanhando o blog e siga-nos nas redes sociais!

📸 Instagram

📱 LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *